Carros semiautônomos se envolveram em 392 acidentes em 1 ano nos EUA


Relatório de órgão de trânsito aponta que cinco pessoas morreram e seis ficaram gravemente feridas nessas colisões. Veículos da Tesla, do bilionário Elon Musk, estão ligados a 70% dos acidentes registrados. Veículos Model 3 fabricados na China da Tesla são vistos durante um evento de entrega na fábrica da montadora em Xangai, China,
Reuters
Os carros semiautônomos, que têm sistemas para ajudar motoristas na direção, se envolveram em 392 acidentes entre julho de 2021 e maio de 2022 nos Estados Unidos. No período, cinco pessoas morreram e outras seis ficaram gravemente feridas nesses acidentes.
A informação está presente em um relatório inédito publicado nesta quarta-feira (15) pela Administração Nacional de Segurança de Tráfego nas Estradas (NHTSA, sigla em inglês).
Segundo o documento, os carros da Tesla são responsáveis por cerca de 70% dos acidentes registrados. A empresa foi fundada pelo bilionário Elon Musk e tem cerca de 830 mil veículos semiautônomos em circulação.
Os acidentes com carros da Tesla aconteceram enquanto o Autopilot, “Full-Self Driving” e outros sistemas que ajudam motoristas a controlarem velocidade e volante estavam ativados.
Em seguida, está a Honda, que notificou 90 acidentes. A empresa afirma ter 6 milhões de veículos em circulação nos EUA com recursos de auxílio na direção. A Subaru registrou 10 acidentes e as demais montadoras tiveram 5 ou menos casos.
Os registros sobre acidentes foram enviados pelas montadoras devido a uma ordem da NHTSA. A agência está analisando os casos de forma ampla pela primeira vez.
O órgão alertou que não é possível comparar as empresas. Isso porque o relatório não faz uma ponderação sobre a quantidade de veículos semiautônomos de cada empresa ou a distância total percorrida por eles.