Caetano Veloso estreia na Bahia show baseado no disco feito com o saxofonista Ivan Sacerdote


Tema do músico norte-americano Charlie Parker é a surpresa do roteiro quase inteiramente formado por composições do artista baiano. Caetano Veloso já está novamente em cena. Encerrada a bem-sucedida turnê internacional do show Ofertório, apresentado pelo artista com os filhos entre 2017 e 2019, o cantor já apresenta show com o saxofonista Ivan Sacerdote.
Baseado no disco Caetano Veloso & Ivan Sacerdote, lançado em 16 de janeiro, o show estreou em Salvador (BA), capital da Bahia, com duas apresentações que lotaram o Teatro Castro Alves em 8 e 9 de fevereiro. O músico Felipe Guedes foi o convidado de Caetano e de Sacerdote nessas duas apresentações.
Se o disco contabiliza somente nove músicas no repertório inteiramente assinado por Caetano, o show totalizou 21 composições no roteiro que somente se desvia do urbano trilho autoral para apresentar tema do saxofonista norte-americano de jazz Charlie Parker (1920 – 1955), Billie’s bounce, lançado pelo músico em disco de 1945.
Entre sucessos acumulados em 55 anos de carreira fonográfica, Caetano pescou algumas pérolas raras, caso de Quando o galo cantou, samba do álbum Abraçaço (2012).
Ivan Sacerdote, Caetano Veloso e Felipe Guedes em show no Teatro Castro Alves
Juliana Reis / Facebook Uns Produções
Eis, na ordem, as 21 músicas apresentadas por Caetano Veloso e Ivan Sacerdote, com a adesão de Felipe Guedes, na estreia nacional do show:
1. Trilhos urbanos (Caetano Veloso, 1979)
2. Aquele frevo axé (Caetano Veloso e Cézar Mendes, 1998)
3. O ciúme (Caetano Veloso, 1987)
4. Manhatã (Caetano Veloso, 1997)
5. Minha voz, minha vida (Caetano Veloso, 1982)
6. O leãozinho (Caetano Veloso, 1977)
7. Peter Gast (Caetano Veloso, 1983)
8. Onde o Rio é mais baiano (Caetano Veloso, 1994)
9. Billie’s bounce (Charlie Parker, 1945)
10. Cajuína (Caetano Veloso, 1979)
11. Você não gosta de mim (Caetano Veloso, 1998)
12. Sampa (Caetano Veloso, 1978)
13. Quando o galo cantou (Caetano Veloso, 2012)
14. Luz do sol (Caetano Veloso, 1982)
15. Qualquer coisa (Caetano Veloso, 1975)
16. Janelas abertas nº 2 (Caetano Veloso, 1971)
17. Desde que o samba é samba (Caetano Veloso, 1993)
18. Não identificado (Caetano Veloso, 1969)
19. Reconvexo (Caetano Veloso, 1989)
20. Tieta (Caetano Velos, 1996)
21. Odara (Caetano Veloso, 1977)