Caetano Veloso confirma gravação de álbum com ‘canções que representam minha cabeça hoje’


Os ritmistas Marcelo Costa e Marcio Victor participam do disco feito no estúdio caseiro do artista, no Rio de Janeiro. ♪ Caetano Veloso confirmou a gravação de álbum autoral com músicas inéditas – o primeiro do artista no gênero desde Abraçaço (2012), disco lançado há nove anos.
Em vídeo postado nas redes sociais na quarta-feira, 26 de maio, o cantor revelou que o disco está sendo gravado em estúdio montado na casa do próprio Caetano, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com músicas que começaram a ser compostas na Bahia, no verão de 2019.
“São canções que representam como está minha cabeça hoje no sentido da capacidade de produzir canções”, explicou o artista a respeito do repertório reunido para o álbum, ressaltando que a obra fonográfica ainda está me progresso. “As coisas não estão prontas”, avisou.
A ideia inicial de Caetano era ter começado a gravar o álbum em março de 2020, mas a chegada da pandemia ao Brasil nesse mês provocou a necessidade do isolamento social e o adiamento dos planos. Como a situação sanitária se manteve inalterada em um ano, o cantor decidiu iniciar a gravação do álbum de forma presencial e remota neste primeiro semestre de 2021.
Alguns músicos foram ao estúdio caseiro de Caetano – caso do ritmista Marcelo Costa (visto com o cantor na foto ao alto, tirada no estúdio e postada nas redes sociais de Marcelo). O ritmista está presente na gravação de Pardo (Caetano Veloso, 2019), música apresentada há dois anos pela cantora Céu no álbum APKÁ! (2019), mas inédita na voz do compositor.
Outros – caso de Marcio Victor, percussionista do grupo baiano de pagode Psirico – gravaram de forma remota.
Integrante d’A Outra Banda da Terra, grupo que tocou com Caetano de 1978 a 1983, o músico Vinicius Cantuária toca em várias faixas do disco.
De acordo com depoimento de Caetano em live recente, o repertório do álbum inclui música intitulada Nave mãe, composição que teria sido a mola propulsora da safra autoral do artista que brotou na Bahia no verão de 2019.
É provável que esse repertório inclua Autoacalanto, canção mais recente, composta por Caetano para o neto caçula do artista, Benjamin, nascido em maio de 2020. Autoacalanto foi apresentada pelo cantor em live feita em dezembro.