Bovespa opera em queda após fechar fevereiro no vermelho


Na véspera, Ibovespa fechou em queda de 1,77%, acumulando perda de 1,86% no mês de fevereiro. Sede da B3, a bolsa brasileira, no Centro de São Paulo
Divulgação/B3
O principal indicador da bolsa paulista, a B3, opera em queda nesta sexta-feira (1), primeiro pregão do mês.
Às 10h47, o Ibovespa caía 0,23%, aos 95.366 pontos. Veja mais cotações.
Vale era destaque de queda – mais de 3%. Petrobras tinha leve desvalorização, abaixo de 1%.
CSN, MRV e JBS lideravam as altas do índice, com valorização de mais de 2%.
Na véspera, o índice fechou em queda de 1,77%, acumulando um recuo de 1,86% no mês. No ano, porém, ainda tem valorização de 8,76%.
Presidente Jair Bolsonaro admite negociar pontos da reforma da Previdência
O tombo da véspera ocorreu em meio a uma bateria de balanços corporativos e preocupações sobre um possível afrouxamento da proposta de reforma da Previdência. O mercado repercutiu uma reunião de Jair Bolsonaro com um grupo de jornalistas, no qual o presidente admitiu rever Benefício de Prestação Continuada (BPC) e reduzir idade mínima para mulher se aposentar. A afirmação de que admite mudanças na proposta de reforma da Previdência dividiu opiniões de líderes partidários da Câmara.