Botika lança em julho ‘Carnívora’, álbum que traz Alice Caymmi, Amora Pêra e Ava Rocha


Artista dá continuidade à discografia solo oito anos após ter ganhado projeção por ter levado soco do prefeito do Rio Eduardo Paes. ♪ Escritor, cantor e compositor da cena cultural carioca, atualmente com 37 anos, Bernardo Botkay – ou Botika, como o artista se apresenta em discos e shows – ganhou projeção fora da bolha musical indie em maio de 2013, quando, após discutir com Eduardo Paes em restaurante japonês, levou soco do prefeito da cidade do Rio de Janeiro (RJ).
Revelado na banda carioca Os Outros, com a qual chegou a lançar em 2012 álbum com Teresa Cristina com músicas do repertório de Roberto Carlos, Botika debutou solo há sete anos com o álbum Picolé da cabeça, editado em 2014 pelo selo Bolacha Discos, ainda no rastro da repercussão na mídia da briga do cantor com o prefeito do Rio.
O segundo álbum solo de Botika, Carnívora, aporta nos aplicativos de música em 23 de julho, via YB Music, gravadora que já lançou em maio o primeiro single do álbum, Homem de negócios.
O segundo single sai em 25 de junho com a gravação da música-titulo Carnívora. O registro fonográfico da faixa-título junta Botika com a cantora Alice Caymmi.
Produzido e mixado por Gustavo Benjão, sob direção artística de Negro Leo, o álbum Carnívora traz outras participações além de Alice Caymmi. Amora Pêra figura na faixa Tapete voador. Ava Rocha é a convidada da música Instauração. Já Nana Carneiro da Cunha participa de PanTransplante.
Capa de ‘Carnívora’, disco de Botika
Julia Debasse
Além das composições mencionadas, o repertório autoral do álbum Carnívora inclui músicas como Afrobeat, Campo minado, Goza, Lâmpada, Mastigação, Nossa estação e Por dentro e por fora.
Esse cancioneiro ganhou forma no disco com os toques de músicos como Domenico Lancellotti (bateria), Guilherme Lírio (baixo), Gustavo Benjão (guitarra), Marcelo Callado (bateria e percussão), Maurício Calmon (bateria e Rhodes) e Ricardo Dias Gomes (baixo, órgão e Rhodes), entre outros instrumentistas do mesmo naipe e da mesma turma.
A arte da capa do álbum Carnívora é assinada por Júlia Debasse.