Bolsas da China recuam por preocupações com Brexit e cautela sobre acordo comercial

Índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,83%, enquanto o índice de Xangai teve perdas de 1,09%. Os índices acionários chineses terminaram em baixa nesta quarta-feira (13), com a cautela prevalecendo antes de outra votação parlamentar sobre o Brexit, enquanto os investidores aguardam mais notícias sobre o avanço das negociações comerciais entre China e Estados Unidos.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,83%, enquanto o índice de Xangai teve perdas de 1,09%.
O apetite por risco azedou depois que parlamentares britânicos rejeitaram o acordo do Brexit da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, forçando o Parlamento a decidir dentro de dias se deseja apoiar uma saída sem acordo ou buscar um adiamento de última hora da separação da União Europeia.
Os EUA e a China podem estar nas semanas finais das discussões para forjar um acordo em relação às disputas tarifárias, disse na terça-feira o representante do Comércio dos EUA, Robert Lighthizer.
Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,99%, a 21.290 pontos.
Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,39%, a 28.807 pontos.
Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,09%, a 3.026 pontos.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,83%, a 3.724 pontos.
Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,41%, a 2.148 pontos.
Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,29%, a 1.373 pontos.
Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,52%, a 3.195 pontos.
Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,22%, a 6.161 pontos.