Bob Dylan vende todo seu catálogo musical em acordo estimado em US$ 300 milhões


Segundo o The New York Times, a Universal Music adquiriu as mais de 600 composições do artista, incluindo clássicos como ‘Blowin’ in the Wind’ e ‘The Times They Are A-Changin’. Bob Dylan durante show em Los Angeles em 2004
REUTERS/Rob Galbraith/Arquivo
Bob Dylan vendeu todo seu catálogo musical em acordo com a Universal Musical. Segundo o The New York Times, o valor da negociação não foi divulgado oficialmente, mas está estimado em US$ 300 milhões (cerca de R$ 1,5 bilhão).
No acordo, a Universal Music adquiriu o catálogo completo do artista de 79 anos, que conta com mais de 600 músicas, incluindo os clássicos “Blowin’ in the Wind”, “The Times They Are A-Changin” e “Like a Rolling Stone”. O contrato não inclui músicas que Dylan escrever no futuro.
A negociação pode ser considerada a maior aquisição dos direitos de publicação feita em uma única ação, segundo o The New Work Times.
“Não é segredo que a arte da composição é uma chave fundamental para toda boa música, assim como também não é segredo que Bob é um dos maiores praticantes dessa arte”, afirmou presidente-executivo do Universal Music Group ao anunciar o acordo. Bob Dylan ainda não comentou a negociação.
Bob Dylan reflete sobre a humanidade e a morte em ‘Rough and rowdy ways’; G1 Ouviu
Bob Dylan recupera gravações com Johnny Cash em novo álbum