BMW X6 ganha nova geração com grade dianteira iluminada


Revelado inicialmente na versão M50i, com motor V8 de 530 cavalos de potência, modelo vai de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos. BMW X6.
Divulgação/BMW
Precursor do segmento dos “SUVs-cupê”, o BMW X6 ganhou uma nova geração que tenta lançar mais uma tendência: a grade dianteira iluminada. O modelo tem sua primeira aparição pública marcada para o Salão de Frankfurt, em setembro, e deve chegar ao Brasil em 2020.
Antes de mais nada, o X6 ficou maior. Ele cresceu 2,6 centímetros no comprimento (para 4,9 m), 4,2 no entre-eixos (para 1,70 m) e 1,5 cm na largura (para 2 m). A única redução foi na altura – ele está 6 milímetros mais baixo. O porta-malas tem 580 litros.
Com o crescimento veio também o aumento das dimensões de algumas partes do modelo. Na dianteira, o para-choque tem aberturas generosas, assim como a grade (duplo rim), que recebe ainda iluminação (veja abaixo).
Grade do novo BMW X6 é iluminada.
Divulgação/BMW
O sistema de luzes é acionado ao travar e destravar o veículo, mas também pode ser ligado ou desligado de forma manual. Para a BMW, o efeito dá “ainda mais brilho à aparência do X6”.
Na traseira, o SUV tem lanternas horizontais (também grandes) que chegam quase até o centro da tampa do porta-malas. Fendas nas extremidades do para-choque dão vazão ao ar quente saído da caixa de roda. As rodas podem variar entre 19, 20, 21 e 22 polegadas
O interior, por sua vez, mantém a sobriedade típica alemã. Na versão M50i, o painel mistura revestimentos de fibra de carbono, couro e aço escovado. O quadro de instrumentos é digital e o ar-condicionado pode ser de 4 zonas.
Traseira alta é marca registrada do modelo; lanternas ficaram maiores.
Divulgação/BMW
Ainda entre os equipamentos, o X6 pode ter teto panorâmico com iluminação, sistema de som Bowers&Wilkins Diamond com 1.500 watts e 20 alto-falantes, piloto automático adaptativo com frenagem total, frenagem de emergência, alerta de ponto cego ativo, assistente de permanência em faixa e assistente de estacionamento semi-autônomo.
O modelo também permite a substituição da chave convencional pelo smartphone do proprietário. Basta instalar um aplicativo dedicado à função e usar o aparelho para travar, destravar e ligar o veículo. Porém, a partida do motor só é liberada quando o celular é colocado em locais dedicados, como para recarga sem fio.
Interior do novo X6 é sóbrio e tem quadro de instrumentos digital.
Divulgação/BMW
A nova geração do X6 foi revelada inicialmente na versão topo de linha, M50i. Ela é equipada com motor V8 4.4 de 530 cavalos de potência e 76,5 kgfm de torque, câmbio automático de 8 marchas e tração integral.
De acordo com a BMW, o conjunto leva o grandalhão de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e promete consumo de até 9,3 km/l.
BMW X6
Divulgação/BMW