Blubell questiona o conceito de felicidade em composição gravada com Filipe Catto


Artista paulistana lança single avulso em dezembro enquanto prepara a edição, em 2021, do álbum e livro de crônicas ‘Música solar para tempos sombrios’. ♪ “Felicidade não é euforia / Nem Carnaval / Nem gozo total / Felicidade / É quando a gente / Acerta o passo / No compasso do mundo”. As definições de felicidade, questionadoras do senso comum sobre o conceito de ser feliz, são alinhadas pela cantora e compositora Blubell na letra de Felicidade não é euforia.
Música inédita de autoria da artista paulistana, Felicidade não é euforia entrar no compasso do mundo digital em single programado para 4 de dezembro. Cantada por Blubell com Filipe Catto, a música foi formatada em estúdio com produção musical da dupla Baticum Works.
Integrantes do trio de jazz Atønito, o saxofonista Cuca Ferreira (também membro da big-band Bixiga 70) e o baixista Rodrigo Fonseca arregimentaram naipe de músicos – Amílcar Rodrigues no trompete, Douglas Antunes no trombone, Loco Sosa na bateria e Marcelo Dworek no baixo – para acentuar a latinidade jazzy da gravação de Felicidade não é euforia.
Em sintonia com o título, a música é dançante, mas não se joga na pista em tom frenético. O ritmo envolve sem ser alucinante, sugerindo mundo de harmonia interior.
O single Felicidade não é euforia é o primeiro lançamento fonográfico de Blubell em 2020. Em janeiro, a cantora começou a gravar na cidade de São Paulo (SP), sob direção musical do clarinetista Luca Raele, o sexto álbum de carreira fonográfica iniciada há 14 anos com a edição do álbum Slow motion ballet (2006).
Intitulado Música solar para tempos sombrios, o sexto álbum de Blubell tem repertório formado por nove composições autorais, sendo uma, Bonjour, feita em parceria com Zélia Duncan.
O lançamento de Música solar para tempos sombrios estava previsto para o segundo trimestre, mas, devido à pandemia, o disco foi adiado para 2021.
A novidade é que o álbum será lançado com livro de crônicas. Também intitulado Música solar para tempos sombrios, o livro reunirá nove crônicas inspiradas nas faixas do disco e ilustradas pela artista Juliana Russo.
Avulso na discografia da artista, o single Felicidade não é euforia está dissociado do vindouro sexto álbum de Blubell.