Bitcoin sobe acima de US$ 8.000 e atinge maior nível desde julho de 2018


Bitcoin quase dobrou de preço este ano, após perder cerca de três quartos de seu valor com a introdução de regulamentações mais rígidas em todo o mundo em 2018. Bitcoin é confiável? Entenda por que a criptomoeda é rentável e segura
Shutterstock
O Bitcoin subiu para mais de US$ 8 mil na segunda-feira (13) e mantinha nesta terça-feira (14) o movimento que fez a moeda digital atingir o maior nível desde julho do ano passado.
Operadores da criptomoeda não puderem identificar nenhuma explicação fundamentalista sobre o motivo pelo qual o bitcoin atingiu uma alta de 10 meses na segunda-feira.
Mas há uma conferência de blockchain e criptomoedas em andamento em Nova York chamada Consensus, com grandes investidores e participantes influentes do mercado reunidos para discutir o estado atual da indústria. O Bitcoin também havia subido durante as conferências Consensus anteriores.
Às 9h43, o Bitcoin tinha alta de 4,6% na bolsa Bitstamp, a US$ 8.164.
Alguns analistas apontaram que a recuperação do bitcoin coincidiu com a escalada da guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, que gerou o sentimento geral de risco de mercado. Mas é cedo demais para declarar o bitcoin como um ativo de refúgio seguro, disseram eles.
O Bitcoin quase dobrou de preço este ano, ressaltando sua volatilidade após uma queda em 2018. No ano passado, a moeda perdeu cerca de três quartos de seu valor com a introdução de regulamentações mais rígidas em todo o mundo. Até agora, no ano, o bitcoin acumula valorização de 119%.
Bitcoin: veja perguntas e respostas sobre a moeda virtual
Entenda o que é blockchain, a tecnologia por trás do bitcoin
Bitcoin é bolha? Crescimento extraordinário no ano atrai investidores e divide economistas; entenda