Bienal Internacional do Livro de SP volta atrás e anuncia edição virtual para dezembro


Evento, programado para o final de outubro, tinha sido cancelado em junho por conta da pandemia de coronavírus. Câmara Brasileira do Livro anunciou nesta quinta (17) edição online entre 7 e 13 de dezembro deste ano. Crianças folheiam o ‘maior gibi do mundo’ em área dedicada à ‘Turma da Mônica’ no estande da Maurício de Souza Produções em parceria com a Panini durante a Bienal do Livro de SP
Fábio Tito/G1
A Bienal Internacional do Livro de São Paulo voltou atrás e anunciou uma edição virtual em dezembro. Será primeira Bienal virtual de São Paulo.
Em junho, a Câmara Brasileira do Livro tinha cancelado a edição deste ano, que aconteceria entre os dias 30 de outubro e 8 de novembro, no Expo Center Norte, e adiado o evento para 2022 por conta da pandemia do coronavírus.
O evento acontecerá entre os dias 7 e 13 de dezembro em uma plataforma digital de acesso tanto para o expositor como para público em geral. Segundo os organizadores, será possível assistir a palestras, comprar livros e realizar negócios.
“Pela primeira vez, pessoas de todos os lugares do Brasil e do mundo poderão participar dessa grande festa, conhecendo as novidades, fazendo bons negócios e aproveitando as palestras que jamais estariam disponíveis de outra forma. Nossa expectativa é receber 150 expositores e mais de 1 milhão de visitantes on-line”, afirma Vitor Tavares, presidente da CBL, em comunicado.
Ainda de acordo com a Câmara Brasileira do Livro, alguns espaços culturais da Bienal de SP, que fazem muito sucesso na feira física, terão uma versão digitalizada. Dentre elas, a Arena Virtual e o Salão de Ideias, que irão oferecer temas contemporâneos e bate-papo com autores.