Baterista Mamão lança EP com música inédita excluída de álbum de 2019


Disco apresenta o registro original da composição e três remixes produzidos por DJs europeus. Quando dava forma em 2018 ao álbum Poison fruit, lançado em janeiro de 2019, Ivan Conti registrou nas sessões de gravação do disco uma música intitulada Katmandu e produzida por Daniel Maunick (conhecido na cena eletrônica como Dokta Venon).
Ao aprontar o álbum, o compositor e baterista carioca – conhecido pelo nome artístico de Mamão e projetado no Brasil no início dos anos 1970 como integrante do trio Azymuth – excluiu Katmandu do repertório final de Poison fruit.
Mais de um ano após a edição do álbum, a música inédita Katmandu vem à tona em EP editado pelo selo inglês Far Out no formato de LP de 12 polegadas e programado para chegar ao mercado fonográfico europeu em 27 de março.
Além da gravação original do tema, o disco apresenta três remixes de Katmandu, assinados por DJs e produtores musicais da cena europeia. Entre o time arregimentado para o EP, há o croata Eddy Ramich, veterano na pista da house music, e o coletivo alemão de nu-jazz Jazzanova.
Imagem do EP ‘Katmandu’, de Ivan Conti, o Mamão
Divulgação