Base aérea da Síria em Homs é alvo de novo ataque aéreo

EUA negaram participação no ataque à base de Shayrat

EUA negaram participação no ataque à base de Shayrat
Reuters / Matthew Daniels / 14.4.2018

As defesas antimísseis da base aérea de Shayrat, em Homs, na Síria, foram acionadas na noite desta segunda-feira (16), de acordo com a agência de notícias estatal Sana.

De acordo com relatos, as defesas conseguiram atingir todos os mísseis sem causar danos à instalação. O Pentágono negou a participação dos EUA no ataque.

Suspeitas de autoria

Os mísseis teriam entrado no espaço aéreo sírio vindos do Líbano, o que levantou a suspeita de que a Força Aérea israelense pudesse ser a responsável pelos disparos, mas não houve confirmação ainda.

Em um vídeo publicado no Twitter, o jornalista Ibra Joudeh, do Al-Masdar News, mostrou o lançamento de um foguete da defesa antimísseis sendo disparado.

Segundo ataque

A base aérea de Shayrat foi o alvo de um bombardeio dos EUA em 6 de abril do ano passado, como resposta a um ataque com armas químicas atribuído ao governo sírio na cidade de Khan Shaykun, em Idlib, no norte da Síria.

A suspeita era de que o ataque a Khan Shaykun teria sido feito por aviões que partiram de Shayrat. Segundo os EUA, 60 mísseis Tomahawk foram disparados contra a base aérea na ocasião e apenas um errou o alvo.

No ataque coordenado pelos Estados Unidos, Reino Unido e França contra a Síria, em retaliação ao suposto ataque com armas químicas em Douma, no último fim de semana, o alvo em Homs era outro aeroporto, que não foi atingido.

 

Powered by WPeMatico