Banda Institution troca o inglês pelo português no álbum ‘Ruptura do visível’


Grupo paulistano de hardcore afia o discurso em nove músicas de caráter sociopolítico. ♪ Em 2017, a banda Institution decidiu falar outra língua. Em vez do inglês, idioma do EP inicial Uncritical receiver (2014) e do primeiro álbum, Desolation times (2015), o grupo paulistano de punk metal hardcore apresentou duas músicas em português no segundo EP, Fragmentos subversivos (2017).
A adoção do português se insinua definitiva no segundo álbum da banda, Ruptura do visível, lançado neste mês de março de 2020 pela gravadora Hearts Bleed Blue (HBB) em LP, em CD e em edição digital.
Capa do álbum ‘Ruptura do invisível’, da banda Institution
Divulgação
Gravadas com produção musical de Rodolfo Duarte e Muriel Curi, as nove músicas do álbum Ruptura do invisível são todas compostas e cantadas em português pela banda formada no fim de 2013 na cidade de São Paulo (SP).
A queda, Cidade informal, Efetividade árida, Frêmito, Insurgência, Memória falha, Metástase, Vertical e Vidas plásticas são as nove músicas do álbum. Os títulos das composições já deixam entrever o caráter sociopolítico e o discurso afiado do repertório reunido pelo Institution no álbum Ruptura do visível.