Banda Detonautas manda ‘Carta ao futuro’ em single com capa que retrata ‘exército de zumbis’


♪ Diante do quadro de incertezas geradas no universo pop pela pandemia do covid-19, a banda carioca Detonautas Roque Clube segue lançando singles que, em tese, formariam o repertório do primeiro álbum de inéditas do grupo desde VI (2017) – álbum cuja existência, na prática, já resulta indefinida por conta do atual panorama artístico e também pela predileção do mercado fonográfico brasileiro por singles avulsos.
Em 31 de julho, Tico Santa Cruz (voz), Fábio Brasil (bateria), DJ Cleston (programações, loops e percussões), André Macca (baixo), Phil (guitarra e vocais) e Renato Rocha (guitarra, violões, teclados e vocais) mandam Carta ao futuro para as plataformas de áudio.
Trata-se do terceiro single lançado pela banda neste ano de 2020 e o de letra mais corrosiva. Inédita, a música é caracterizada por Tico como “carta em defesa da democracia do Brasil”.
Single gravado em junho em estúdio da cidade do Rio de Janeiro (RJ), com o toque da guitarra de Marcelo Sussekind (produtor também responsável pela mixagem do fonograma), Carta ao futuro expõe na capa uma imagem que retrata zumbis, antecipando o tom ácido da letra política.
De acordo com Tico Santa Cruz, autor da letra, a imagem da capa faz crítica à parte da população que age como exército de zumbis. “É gente que está atacando enfermeiros, imprensa, artistas, STF, congresso, gente que fica debochando do coronavírus e das questões relacionadas à obrigatoriedade da utilização de máscaras. A capa é uma crítica a essa gente maluca que está solta pela rua, sem entender o momento que o Brasil está vivendo com a pandemia e com o crescimento do autoritarismo no país”, conceitua Tico, produtor da faixa ao lado dos guitarristas Phil e Renato Rocha.
Com música assinada pelos integrantes da banda Detonautas, Carta ao futuro sucede os singles O que tiver de ser (Tico Santa Cruz, Mozart MZ e Vitor Wao) e Fica bem (Tico Santa Cruz, Fábio Brasil, DJ Cleston, Andté Macca, Phil e Renato Rocha), lançados pelo sexteto em janeiro e em maio, respectivamente.
♪ Eis a letra de Carta ao futuro, single que a banda Detonautas Roque Clube lança em 31 de julho:
Carta ao futuro
(Tico Santa Cruz e DRC)
Hoje eu acordei com o vento explodindo na minha janela
E tentei sair do quarto num silêncio de capela
Só queria ter um tempo pra pensar sem compromisso
Nessa sua isenção que é o abrigo dos omissos
Lá fora os homens seguem se matando
Uns por dinheiro outros por um pedaço de pão
Afinidades entre a cruz que mata em nome de deus
E a espada que estraçalha o amor na mão dos irmãos
Não me assusta mas me esclarece
Despreza a ciência faz uma prece
Esconde a mão manchada do sangue do corpo dos inocentes
Vocês são Joaquim Silvério dos Reis
Nós somos Tiradentes
Ouvi um grito vindo lá do beco escuro
De uma criança sem pai perdida e sem futuro
Seus olhos lacrimejavam o desejo de alguém
Que sabe que será abatido, invisível e nada além
Quantas histórias assim ficaram no caminho
Num cemitério de ideias me vi sozinho
Se sou canção sem refrão que fica na cabeça
Não interessa eu sigo firme e forte, tenho pressa
Amanheceu o dia e tudo é sempre igual
Um loop eterno de notícias tristes no jornal
Mentiras e verdades que confundem o cidadão de bem
Eu sei quem é quem, eu sei quem é quem…
O indiferente não se importa, ele só quer poder
Fará o possível e impossível pra sobreviver
Como um inseto pestilento em reprodução
Fatia o bolo entre a família sem preocupação
E pra encerrar, a minha carta não é um lamento
É um aviso ao futuro de um novo tempo
A corte cairá, não sobrará ninguém
O tempo ruim vai passar do pai do filho
Ao espírito santo amém