Banda CORTE lança músicas inéditas enquanto afia o repertório do segundo álbum


Surgido em 2015 da reunião de Alzira E com músicos do grupo Bixiga 70, o quinteto paulistano mostra ‘Dose exata’ em novembro e apresenta ‘A terra’ em dezembro. Alzira E em cena em 2018, no primeiro show feito pela banda CORTE no Rio de Janeiro
Rogério Von Krüger / Divulgação Festival Levada
♪ Foi em cena que, em 2015, surgiu CORTE, quinteto paulistano que junta a cantora e compositora Alzira E (voz e baixo) com os músicos Cuca Ferreira (sax barítono e flauta), Daniel Gralha (trompete e flugelhorn), Fernando Thomaz (bateria) e Marcelo Dworecki (guitarra e baixo).
A partir de convite de Dworecki para Alzira, com quem o guitarrista já tocava desde 2013, a banda se agregou e estreou nos palcos em 2015 com show que gerou o álbum CORTE, lançado em 2017 com 10 músicas gravadas ao vivo – em estúdio – em maio de 2016.
Com cinco anos de vida, a banda CORTE afia o repertório do segundo álbum – previsto para ser gravado em 2021 – enquanto joga duas músicas inéditas na rede entre novembro e dezembro deste ano de 2020.
A primeira, Dose exata, é parceria de Alzira E com o poeta arrudA e surge em 3 de novembro em registro ao vivo audiovisual. Música apresentada pela banda em shows, mas nunca gravada em disco, Dose exata é a primeira amostra do projeto audiovisual CORTE vivo em SP.
Esse projeto consiste em seis vídeos com números de show feito pelo quinteto em 2019 em auditório da cidade natal de São Paulo (SP) com projeções de Marina Thomé. Os outros cinco vídeos serão disponibilizados semanalmente até dezembro, mês em que o quinteto CORTE fecha 2020 com a edição do inédito single A terra pelo selo Baticum.
Gravado a distância, durante o período de isolamento social, o single apresenta a inédita composição A terra, feita por Alzira E a partir de poema de Eunice Arruda.