Baleia é achada morta com um feto e 22 kg de plástico no estômago

Baleia da espécie cachalote foi encontrada morta na semana passada em uma praia na Sardenha, na Itália, com um feto em estado avançado de decomposição e 22 kg de plástico no estômago. Entre os lixos encontrados no animal, um deles era um recipiente que ainda tinha código de barras

*Estagiária do R7, sob supervisão de Tatiana Chiari 

A baleia era uma fêmea de aproximadamente 8 metros de comprimento. Ela foi encontrada em Porto Cervo, uma região turística muito populosa na Itália

Leia também: Biólogos encontram baleia morta com 40 kg de plástico no estômago

A causa da morte do animal ainda é desconhecida, mas ao realizar a autópsia na baleia foram encontrados diversos produtos plásticos em seu estômago, como rede de pesca, saco de lixo e até uma cápsula de colocar líquido na máquina de lavar, ainda identificável com código de barras, segundo o ministro do Meio Ambiente, Sergio Costa

Leia também: Espécie de camundongo consegue emitir sons para se comunicar

A equipe do SeaMe Sardenha (associação educacional ambiental), disse à CNN que exames toxicológicos seriam feitos para descobrir o que motivou a morte da baleia

Leia também: Lixeira reduz o desperdício e diminui o impacto ambiental

Luca Bittau, presidente da equipe SeaMe, ainda disse que “possivelmente a cachalote abortou antes mesmo de encalhar morta, devido ao estado de composição do feto, que já estava em nível avançado”. Não foi revelado o tempo de gestação, já que nessa espécie a gravidez pode durar de 14 a 16 meses

Leia também: Hora do Planeta: Países apagam luzes contra aquecimento global

Não é o primeiro caso de baleia morta com uma quantidade imensa de plástico no estômago. No início de março, uma baleia foi encontrada morta com 40 kg de plástico no corpo nas Filipinas. Há uma semana, o governo Europeu irá implantar uma lei para proibir o uso de plástico descartável a partir de 2021

Leia também: Aranha vence briga com cobra venenosa e finaliza comendo o réptil