Babu Santana saúda ancestralidade no segundo single, ‘Soul África’


Artista aproveita visibilidade no ‘BBB 20’ para construir carreira como cantor. ♪ Antes de se confinar na casa da 20ª edição do Big Brother Brasil, para disputar o prêmio do programa que a TV Globo exibe até 27 de abril, Babu Santana apostou antecipadamente na popularidade que iria obter ao participar do reality e deixou gravações de músicas inéditas prontas para serem lançadas durante a competição.
Até então mais conhecido como ator, Babu aproveita a visibilidade obtida como participante do BBB 20 para tentar construir carreira fonográfica como cantor. Soul África – single inédito disponibilizado na sexta-feira, 17 de abril – é o segundo título da discografia do artista carioca.
Um mês após Sou Babu, single autorreferente editado em 20 de março no qual Alexandre da Silva Santana tentou emular o suingue de Tim Maia (1942 – 1998), o artista segue fiel ao pop black e lança gravação de música inédita de autoria de Manoel Menezes, oferecida pelo compositor primeiramente a Macau, mas dispensada pelo autor do funk Olhos coloridos (1981), um dos hinos do cancioneiro black brasileiro.
Em Soul África, Babu dá voz a uma letra que saúda a ancestralidade do povo negro, citando nominalmente personalidades como Dorival Caymmi (1914 – 2008) e Gilberto Gil.
Gravado por Babu com arranjo e regência do saxofonista Rodrigo Ferma, o single Soul África foi formatado com produção musical de Nico Rezende e Studio Beat. A capa do disco expõe arte criada pela Alcance Agência a partir de foto de Babu clicada por Marta Azevedo.