Avião faz imagens de dentro do olho do furacão Laura; veja vídeo


Aeronave da Administração Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA) mostrou o centro da tempestade sobre o Golfo do México. Avião sobrevoa olho do furacão Laura, no Golfo do México
Funcionários da Administração Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA, na sigla em inglês) mostraram imagens de dentro do olho do furacão Laura, que passou sobre o Golfo do México nesta quarta-feira (26). Veja no VÍDEO acima.
As imagens foram gravadas de dentro de uma aeronave WP-3D Orion da NOAA, um avião utilizado pelas autoridades americanas para estudar furacões, tornados e outras tempestades.
Pelo vídeo, é possível ver o painel que mostra que a aeronave passava bem no centro do olho do furacão. As imagens também mostram a aparente calmaria no céu daquele local, com nuvens mais baixas.
Ao fundo, porém, as nuvens são mais densas — e essa área conhecida como a parede do furacão costuma ter os ventos mais fortes da tempestade.
Categoria 4
Foto do satélite RAMMB / NOAA mostra o furacão Laura movendo-se no noroeste no Golfo do México em direção à Louisiana, nos EUA, nesta terça-feira (25)
RAMMB / NOAA / NESDIS / AFP
Com ventos de até 225 km/h, o furacão Laura passou para a categoria 4, a penúltima em escala que vai até 5. O Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, em inglês) alertou que a tempestade pode deixar inundações “potencialmente catastróficas”.
“Relatórios apontam que o Laura se tornou um furacão extremamente perigoso de categoria 4, que pode provocar uma tempestade catastrófica, ventos extremos, alagamentos são esperados em todo o nordeste da costa nordeste do Golfo nesta noite”, disse o NHC em um comunicado.
VEJA TAMBÉM: Por que os EUA estão chamando o furacão Laura de ‘impossível de sobreviver’
O Laura ameaça o litoral dos estados do Texas e da Louisiana, no sul dos EUA. Com a chegada do furacão, os principais centros de refino de petróleo de Lake Charles, de Beaumont e de Port Arthur, estão na rota de risco e já deixaram de funcionar.
Veja no MAPA abaixo a trajetória prevista do furacão Laura
Infográfico mostra a rota do furacão Laura nos EUA
Arte/G1
Até o momento, furacão Laura causou a morte de pelo menos 24 pessoas no Haiti e na República Dominicana. Um rastro de destruição foi deixado após o furacão passar pelos países do Caribe nesta terça-feira (25).
VÍDEOS: Furacões, tufões e tempestades de 2020