Auxílios de fardamento para servidores penitenciários e da saúde são aprovados


Projeto foi votado em plenária na manhã desta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa do Amapá. Servidores comemoraram, mas dizem que valores ainda não são suficientes. Agentes penitenciários receberão R$ 1,2 mil por ano para financiar fardamento
Jorge Abreu/G1
O pagamento de dois auxílios de fardamento, para agentes penitenciários e servidores da saúde, foram aprovados na manhã desta quarta-feira (28), durante plenária na Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), no Centro de Macapá. Os projetos de lei são de autoria do Executivo e agora seguem para sanção do governador.
Os servidores do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) vão receber R$ 1,2 mil por ano, cujo pagamento será efetivado no mês de aniversário do agente. A lei ainda será regulamentada e já vale para o ano de 2018.
Votação de deputados ocorreu no Centro de Convenções Azevedo Picanço, na plenária provisória da Alap
Fabiana Figueiredo/G1
Já os servidores da saúde do governo estadual receberão R$ 1 mil, dividido em duas parcelas de R$ 500, pagas a cada semestre.
Terão direito ao benefício servidores efetivos, contratos administrativos e servidores à disposição do Estado, pertencentes ao ex-Território Federal do Amapá, que atuam com atendimento direto aos pacientes e onde há obrigatoriedade do uso do jaleco.
Servidores da Saúde receberão R$ 1 mil, em duas parcelas, para compra de jalecos
Reprodução/Rede Amazônica
Após conversas com o governo do estado e a apresentação dos projetos, as categorias comemoraram a aprovação, mas reforçaram que os valores ainda não são suficientes.
O benefício deve financiar coturno, calça, camisa e gandola (jaqueta de proteção), segundo o Sindicato dos Agentes e Educadores Penitenciários do Amapá (Sinapen), que cobrou agilidade na sanção da lei.
“Essa é uma briga antiga, desde 2010. Mesmo não recebendo esse auxílio, os servidores já trabalham de uniforme, pagos do próprio bolso. Esse auxílio supre essa falta que o servidor tinha. Esse valor de R$ 1,2 mil não é o adequado, mas já é bem-vindo. Vamos buscar negociar para chegar a pelo menos R$ 1,6 mil, pagos para a Polícia Militar”, falou o presidente do Sinapen, Edno Bentes.
Cerca de 5,3 mil servidores devem receber o “Auxílio Jaleco” no Amapá, a partir da data de publicação da lei.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

Powered by WPeMatico