Aulão em escola estadual do Amapá chama atenção para a importância da água


Com palestras e apresentações de projetos para melhorar o ambiente em que se vive, alunos aprenderam e ensinaram, nesta quinta-feira (22), sobre consumo e tratamento da sustância. Danças fizeram parte da programação no Dia da Água em escola estadual de Macapá
Rita Torrinha/G1
A importância e o uso racional da água foram temas de uma conferência na Escola Estadual Josefa Jucileide, na Zona Sul de Macapá, realizada nesta quinta-feira (22). O evento para comemorar o Dia da Água contou com danças, paródias, palestras e apresentações de quatro alunos que criaram projetos para economizar e reaproveitar o produto.
O auditório da escola virou sala de aula. De acordo com o professor de ciências Helton Barros, será escolhido um plano de ação, entre os quatro apresentados pelos estudantes, para representar a instituição na conferência estadual, que acontecerá nos dias 3 e 4 de maio.
Reutilização das águas das chuvas como forma de economia; estudo sobre áreas alagadas, conhecidas como ressacas, e o reaproveitamento do líquido que sai das centrais de ar para molhar jardins, foram alguns dos temas apresentados.
A mãe da aluna Lyandra Colares, Maria Soares, acompanhou a atividade
Rita Torrinha/G1
A mãe da Lyandra Colares, aluna do 6º ano, acompanhou a atividade e disse ter gostado. “As crianças têm que aprender a valorizar a natureza. A água está escassa no mundo todo e é importante que elas saibam como utilizar com consciência”, enfatizou.
Para entender um pouco do funcionamento de limpeza e distribuição do produto, o técnico da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), Reginaldo Leal, palestrou sobre o tema.
“Eu mostrei a eles como se dá o processo de filtração, como transformar a água suja em potável, a importância de não se sujar os mananciais, algumas alternativas de tratamento para quem tem poços amazona e artesiano e também como ocorre a dessalinização”, pontuou.
Reginaldo Leal, técnico da Caesa
Rita Torrinha/G1
Reginaldo alertou aos alunos que muitas doenças são provenientes da água e que o cuidado com a filtração, armazenamento e manuseio do produto é uma questão e saúde.
“Têm soluções muito em conta para tratar a água em casa. Pode ser com água sanitária sem cheiro ou com hipoclorito, que é distribuído de graça nos postos de saúde da capital. Basta aplicar duas gotas para cada litro e aguardar pelo menos 30 minutos para poder tomar”, explicou.
A pequena Lyandra disse que aprendeu muitas lições. “Os professores nos ensinam sempre em sala de aula sobre os cuidados que devemos ter com o meio ambiente. A água dá vida a tudo, o professor explicou, e tem povo que cria guerra por causa dela. Aqui a gente tem o Rio Amazonas, que é imenso, mas que precisamos cuidar”, ensinou a menina.
Alunos da rede pública estadual de Macapá tiveram aula diferenciada no Dia da Água
Rita Torrinha/G1
Técnico da Caesa também explicou como ocorre o tratamento da água que chega nas torneiras das casas em Macapá
Rita Torrinha/G1
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

Powered by WPeMatico