Artistas de Pernambuco se unem no disco ‘O ano que não teve Carnaval’ para renovar o frevo


Com duas músicas inéditas, coletânea é lançada no dia em que Recife celebra o gênero musical mais identificado com a folia da cidade. ♪ Estrategicamente lançado nesta terça-feira, 9 de fevereiro, data em que Recife (PE) e Olinda (PE) celebram o dia do frevo, o disco coletivo O ano que não teve Carnaval procura renovar o gênero musical mais identificado com a folia de Pernambuco.
Produzida com curadoria do músico recifense Juvenil Silva, intérprete da faixa Bloco do amor primo, a coletânea reúne gravações de 13 artistas do estado natal do frevo. São registros de músicas de espírito folião, alguns feitos com ousadias estilísticas, outros no passo mais habitual do frevo.
Com capa que expõe arte inédita de João Nin, o disco revela duas músicas inéditas entre temas já pré-existentes. A banda Dunas do Barato (foto acima) apresenta Você pensa? enquanto Evandro Negro Bento mostra Calote na vida.
O elenco do disco O ano que não teve Carnaval inclui Graxa (O Carnaval promete), Isaar (Estação ligeira), Juba (Para brincar o Carnaval), Julio Samico (O Carnaval chegou) e Marcelo Cavalcante (Alto do bom sucesso), entre outros nomes da expressiva cena indie da música de Pernambuco.
Capa do disco ‘O ano que não teve Carnaval’
Arte de João Nin