Argentina suspende todos os voos de e para Brasil, Chile e México por tempo indeterminado


Medida é para evitar uma 2ª onda de contágios no país. Voos de e para o Reino Unido já estão proibidos e fronteiras terrestres continuarão fechadas. O presidente da Argentina, Alberto Fernández, discursa em cúpula virtual do Mercosul
Isac Nóbrega/PR
O governo argentino suspendeu nesta sexta-feira (26) todos os voos de e para Brasil, Chile e México. As novas restrições entram em vigor à 0h de sábado (27) e valem por tempo indeterminado.
A medida visa conter o avanço de uma segunda onda de Covid-19 que já faz estragos nos países vizinhos e ameaça cruzar as fronteiras argentinas.
Os voos de e para o Reino Unido seguem suspensos e as fronteiras terrestres continuarão fechadas.
A decisão é publicada no dia em que os presidentes de países do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) fazem reunião virtual para comemorar os 30 anos do bloco sul-americano.
Pelo Brasil, participarão o presidente da República, Jair Bolsonaro, e os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Economia, Paulo Guedes.
(Esta reportagem está em atualização)