‘Arcane’ estreia últimos episódios: Criadores falam sobre fim da temporada de série baseada em ‘Lol’


Alex Yee e Christian Linke comentam sucesso de adaptação, momentos desafiadores e experiência ‘um pouco assustadora’ enquanto lançam último ato com três capítulos neste sábado (20). Depois de seis episódios bem recebidos pela crítica e pelo público, a série de animação “Arcane” lança seus últimos três capítulo neste sábado (20) para afastar de vez a temida “maldição” de adaptações de games para outras mídias.
Afinal, a produção que explora a história de alguns dos heróis mais populares de um dos maiores jogos dos últimos anos, “League of legends”, estreou como a mais assistida da Netflix em dezenas de países e ostenta atualmente uma avaliação 100% positiva no site agregador de críticas Rotten Tomatoes.
Mais do que isso, o sucesso encerra também uma aventura arriscada para seus criadores. Afinal, Alex Yee e Christian Linke não eram produtores de Hollywood veteranos em roteiros ou relacionamentos com estúdios.
Funcionários há mais de uma década da Riot, desenvolvedora do moba (sigla em inglês para arenas de batalhas multiplayer online), eles assumiram a liderança do primeiro projeto da empresa focado na história de seus personagens sob dúvidas de colegas e do público.
Mas, ao longo dos mais de seis anos de produção e após um período de desconfiança dentro da empresa e da surpresa dos fãs, mostraram que a aposta valeu a pena.
“Pode ser um pouco assustador”, diz Linke em entrevista ao g1, sobre a decisão de finalmente expandir o passado de alguns dos heróis do game.
Assista ao trailer de ‘Arcane’
“Porque você meio que tem que ter um certo compromisso com a história, dizendo que esta é a melhor forma de contá-la. É preciso um pouco de confiança. Mas acho que esse é o trabalho.”
Ele se refere também à tentativa de atingir as expectativas de um público gigantesco – segundo a desenvolvedora, o game é jogado por cerca de 180 milhões de pessoas por mês.
“Falando pragmaticamente, não acho que conseguimos agradar todo mundo. Todo mundo tem suas próprias teorias, suas próprias impressões. É meio que a natureza do monstro que é contar uma história já estabelecida para um público tão grande.”
Initial plugin text
Passado, presente e futuro de ‘Arcane’
Ao longo de seus primeiros seis episódios, “Arcane” mostrou a evolução da relação entre as irmãs Vi e Powder (que viria a se tornar a Jinx, tão popular entre jogadores de “LoL”), desde crianças inseparáveis a prováveis rivais durante a crescente ameaça de uma guerra civil.
Ao final do primeiro ato, lançado no dia 6, as duas parecem enfrentar uma divisão intransponível quando a mais jovem tenta salvar os amigos e a família, mas piora uma situação já catastrófica.
Vi e Powder ainda jovens em cena de ‘Arcane’
Divulgação
“Essa foi uma das primeiras decisões que precisamos tomar em relação à série”, conta Yee. “Sabíamos que elas começariam da forma mais próxima o possível, de uma forma que achariam que eram inseparáveis, e precisávamos de uma tragédia, uma forma poderosa de dividi-las.”
Já ao final do segundo ato, disponibilizado no dia 13, as duas se reencontram depois de anos percorrendo rumos distintos. A reunião, no entanto, termina quando uma gangue de mascarados ataca as irmãs e sequestra Vi.
Com a estabilidade psicológica de Jinx cada vez mais abalada, o que a aproxima ainda mais da versão do game, o público quer saber o destino da dupla, além do grande conflito que parece se aproximar entre o centro cultural e tecnológico de Piltover e a periférica Zaun.
“Ao longo do último ato há algumas decisões ousadas, até visualmente, e apresentações de personagens e alguns momentos musicais bem importantes, mas acho que definitivamente há visuais novos a explorar que não foram fáceis de conseguir”, conta Linke.
Vi e Jinx se reencontram em ‘Arcane’
Divulgação
“O episódio 7 com certeza foi um momento em que sentimos que a Fortiche (estúdio responsável pela animação) falou: ‘temos essa ideia louca que queremos tentar’. E foi o ponto em que realmente pensamos: ‘ok, acho que sabemos o que estamos fazendo'”, completa Yee.
Os dois, é claro, não descartam novas histórias para Arcane e para o resto do panteão de “LoL”. Yee faz mistério, mas sabe que há muito para se explorado ainda.
“A Riot sempre foi uma empresa focada no trabalho que está fazendo. Mas também sabemos que há muitas regiões diferentes neste mundo, com muitos personagens. Há muitas oportunidades para novas histórias serem contadas, e definitivamente esse é um caminho que nos interessa.”
‘Arcane’ também traz outros heróis conhecidos, como Jayce e Caitlyn
Divulgação