Aprenda a fazer uma feijoada tradicional

Não existe prato mais típico do Brasil do que a feijoada. Consumido do Aiapoque ao Chui, a feijoada pode variar um pouco de região para região.

Existem muitas dicas para fazer uma boa feijoada, mas o restaurante Bolinha é conhecido por ter uma das melhores que você já provou. O restuarante, que faz parte da 20ª edição da São Paulo Restaurant Week, não esconde o segredo e ensina a receita de seu famoso prato. Confira:

Ingredientes (Rendimento: 6 pessoas)

200 g de carne seca bovina

200 g de costela de porco salgada, ou defumada

200 g de pé de porco salgado

100 g de rabo de porco salgado

100 g de orelha de porco salgada

150 g de lombo de porco defumado ou salgado

100 g de paio

100 g de linguiça portuguesa

100 g de língua de boi defumada

50 g de bacon

900 g de feijão preto

200 g de cebola picada (para o tempero do feijão)

100 g de alho picado (para o tempero do feijão)

6 folhas de louro (para o tempero do feijão)

2 un de laranjas com casca (bem lavadas)

2 xíc de óleo

Modo de fazer

Limpar bem as carnes salgadas, tirando o excesso de gorduras e nervuras, limpando os pelos e colocando-as de molho em água por 24 horas, trocando-se a água três a quatro vezes durante este período.

Ferva as carnes salgadas em peças inteiras, durante mais ou menos 20 minutos em fogo forte, e jogue a água fora, pois nela está todo o excesso de gordura. Coloque então as carnes para cozinhar de forma definitiva, já com o feijão, as folhas de louro e as laranjas cortadas em metades, na seguinte ordem: carne seca, pé e orelha. Meia hora depois coloque a língua, o rabo e a costela, e após meia hora, coloque o lombo, a linguiça, o paio e o bacon, cuidando para tirar e jogar fora, durante todo o cozimento, a gordura que for subindo à superfície.

Em uma frigideira, doure bem a cebola e o alho em duas xícaras de óleo previamente aquecido, colocando na panela do cozimento, junto com as últimas carnes para cozinhar, retirando antes as metades das laranjas, que já cumpriram a sua missão de ajudar a cortar a gordura das carnes. Após duas horas comece a testar o grau de cozimento das carnes com o garfo, pois nem todas chegam ao grau de maciez ao mesmo tempo, retirando e reservando as que já estiverem no ponto.

Quando todas as carnes e o feijão estiverem no ponto, retire e corte as carnes em pedaços pequenos para servir, voltando para a panela com o feijão e cozinhando por mais 10 a 15 minutos em fogo brando.

Sirva com arroz branco e couve refogada no azeite e alho, e uma bela farofa de mandioca.