Após passagem do Laura, família do sul dos EUA tem casa atingida por furacão pela 3ª vez


Desta vez, porém, foi pior: a casa da família de Bradley Beard ficou completamente destruída. Número de mortes subiu para 18. Bradley Beard descansa no sábado (29) após trabalhar nos escombros de sua casa em Hackberry, Louisiana, derrubada pelo furacão Laura
Gerald Herbert/AP Photo
O furacão Laura foi o terceiro a causar prejuízos à família de Bradley Beard, morador da pequena cidade de Hackberry, em Louisiana (Estados Unidos). Os ventos de até 240 km/h destruíram completamente a casa de madeira onde eles moravam — de maneira pior até do que as duas vezes anteriores.
Na primeira vez, em 2005, o furacão Rita inundou o imóvel. Três anos depois, o Ike alagou o trailer nos fundos da mesma propriedade onde a filha de Bradley, Nicole, e as duas netas vivam.
O Laura, porém, não só quebrou paredes como levantou a casa de cima de suas fundações. E o trailer onde filha e netas vivam acabou demolido, lançando pelo terreno roupas, pertences, e tocos de madeira. Só uma canoa e uma lata de lixo atadas a um suporte no solo ficaram no lugar.
Bradley Beard, aposentado de 62 anos após trabalhar em uma das várias refinarias da costa de Louisiana, lamentou os danos.
“Eu não tenho outro lugar. Isso é tudo o que tenho”, diz.
Os relatos de Beard são um contraponto a declarações do governador de Louisiana, que se disse “aliviado” porque os danos do Laura foram menores do que o esperado. De fato, o furacão perdeu força até se tornar uma tempestade ao tocar o solo no continente, mas os ventos fortes deixaram 18 mortos — segundo atualização deste domingo — e deixaram milhares de pessoas sem energia.