Após adiamentos, prova da segunda fase da OAB será aplicada neste domingo


Mais de 49 mil candidatos são esperados em todo o pais. É o primeiro grande exame nacional presencial ocorrido durante a pandemia. Prova será aplicada com medidas de segurança para evitar a transmissão do coronavírus. Fachada do edifício da OAB-DF
Divulgação/OAB-DF
Após quatro adiamentos provocados pela pandemia do coronavírus, a prova da segunda fase do XXXI Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) vai ser aplicada neste domingo (6), em todo o Brasil.
É o primeiro grande exame nacional feito presencialmente durante a pandemia. São esperados 49.084 candidatos para as provas.
O exame será realizado das 13h às 18h. A orientação é chegar com duas horas de antecedência, para evitar aglomerações.
Somente no estado de SP, 10 mil candidatos estão inscritos para fazer a prova em 33 pontos de aplicação, o que dá uma média de 303 candidatos por local de prova.
O exame é facultativo. Segundo a OAB, quem não quiser fazer a prova neste domingo estará automaticamente inscrito na próxima edição do exame, que ainda não teve a data divulgada.
Para minimizar as possíveis transmissões de coronavírus, a OAB adotou as seguintes medidas de prevenção:
Álcool em gel nas entradas, corredores, sanitários e salas de aplicação
Termômetro para medir a temperatura nos locais de provas
Máscaras
Distanciamento entre examinandos
Adiamentos
O exame da OAB, que ocorrerá neste domingo, estava previsto para 5 de abril. Esta não é a primeira vez que a prova precisa ser remarcada.
Em 2018, a prova prática prevista para maio ocorreu em junho, devido à greve dos caminhoneiros.
Em 2016, houve alteração na data da prova objetiva em Salvador. De julho, foi para agosto.
E, em 2012, houve reaplicação em Ipatinga (MG) por falta de energia elétrica. A data inicial, em 16 de dezembro, foi remarcada para 6 de janeiro de 2013.
2ª fase da prova da OAB será neste fim de semana