Apicultor espanhol morre após ser picado por vespa asiática


Homem de 54 anos morava em Santiago de Compostela e vistoriava sua criação de abelhas quando foi atacado pelo inseto. Espécime da Vespa velutina, inseto é da mesma espécie que teria atacado o apicultor espanhol
Pexels/Arquivo
Um apicultor espanhol morreu no domingo (10) após ser picado por uma vespa enquanto vistoriava as colmeias de sua propriedade. Daniel García Durval, de 54 anos, era morador de Santiago de Compostela, no norte da Espanha, e estava acompanhado de um amigo quando foi atacado.
A vespa asiática (Vespa velutina) não costuma atacar humanos, mas pode ser perigosa se ela se sentir ameaçada. O inseto, que pode chegar a medir 2 centímetros, é predador e as abelhas são seu alvo principal.
Segundo a agência de notícias EFE, o serviço de emergência foi acionado pelo colega do apicultor. García teria sido picado na pálpebra e morreu enquanto esperava a chegada da equipe médica ao local. Não há confirmações de que a vítima fosse alérgica ao inseto.
O jornal “La Voz de Galícia” noticiou um aumento nos casos de reação alérgica às picadas de insetos na região. Segundo a publicação, ao menos 4 pessoas morreram por picadas de vespas desde 2015.
O inseto identificado na Espanha não é o mesmo encontrado nos Estados Unidos e noticiado há algumas semanas. Recentemente, o país norte-americano anunciou ter identificado uma invasão da espécie conhecida como vespa gigante asiática (Vespa mandaririna), apelidada de “vespa assassina”.