Americana de origem colombiana, Rachel Zegler será Branca de Neve em nova versão da Disney


Em seu Instagram, a atriz de 20 comentou: ‘O sonho que se tornou realidade’. Zegler derrotou mais de 30 mil candidatas em um árduo processo de seleção de elenco. Americana de origem colombiana, Rachel Zegler será Branca de Neve em nova versão da Disney
Reprodução/Instagram
A atriz americana Rachel Zegler, de origem colombiana, interpretará Branca de Neve na adaptação live-action do clássico desenho animado da Disney de 1937, informou a empresa nesta terça-feira (22).
Filha de mãe colombiana e pai polonês, Zegler, de 20 anos, poderá ser vista em 2021 como a protagonista María no remake de “West Side Story” dirigido por Steven Spielberg, depois de derrotar mais de 30 mil candidatas em um árduo processo de seleção de elenco.
A escolha de uma atriz latina para interpretar aquela que foi, em 1937, a primeira princesa da Disney no cinema, é uma nova virada para o estúdio, frequentemente acusado de selecionar essencialmente personagens brancos. Em 2019, a atriz e cantora de R&B Halle Bailey, que é negra, foi anunciada como Ariel em “A Pequena Sereia”.
“As habilidades vocais de Rachel são apenas o começo de seus talentos”, disse Marc Webb, diretor da adaptação de Branca de Neve, em um comunicado enviado à AFP.
“Sua força, inteligência e otimismo serão parte integrante da redescoberta da alegria neste clássico conto de fadas da Disney”, acrescentou o diretor, conhecido por dirigir dois capítulos da saga do Homem-Aranha: “O Espetacular Homem Aranha” (2012) e “O Espetacular Homem Aranha 2” (2014).
Zegler, por sua vez, escreveu no Instagram: “Bem, saudações a um sonho que virou realidade”.
A produção do filme deve começar em 2022, de acordo com a Disney.
A cantora cubano-americana Camila Cabello deve aparecer este ano no papel de Cinderela em outra adaptação live-action, produzida pela Columbia Pictures, de propriedade da Sony, que estará disponível no Prime Video da Amazon.
Filme ‘Branca de Neve e os Sete Anões’ completa 80 anos