AM tem duas cidades incluídas em plano de redução de desmatamento na Amazônia


Municípios de Lábrea e Apuí, que têm altos índices de perda florestal, estão entre as 11 cidades prioritárias. Área desmatada perto de Apuí, Amazonas; o procurador Daniel Azeredo diz que discurso leniente do governo tem incentivado destruição ambiental
Ueslei Marcelino/Reuters
Dois municípios do Amazonas estão incluídos no Plano Amazônia 2021/2022, publicado nesta quarta-feira (14) no Diário Oficial da União, com o objetivo de reduzir o desmatamento na região.
Os municípios de Lábrea e Apuí, que têm altos índices de perda florestal, estão entre as 11 cidades prioritárias. A lista consta na resolução assinada pelo vice-presidente do Brasil e presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, Hamilton Mourão.
Mourão apresenta pela primeira vez plano de redução de desmatamento na Amazônia, mas meta é inferior à devastação registrada pelo governo
Chamada de Plano Amazônia 2021/2022, esta é a primeira vez desde o início do governo Bolsonaro que o país apresenta uma meta oficial de combate ao desmatamento na Amazônia. Nela, Mourão sinaliza que pretende reduzir o desmatamento, até o fim de 2022, aos níveis da média registrada entre 2016 e 2020.
O Plano prevê que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) poderão fazer a contratação temporária de pessoal, especialmente agora que não vão contar mais com o apoio de militares das forças armadas, após o encerramento da operação Verde Brasil 2.
Veja vídeos mais assistidos do G1 Amazonas nos últimos 7 dias