Alibaba avalia fazer nova venda de ações para captar US$ 20 bi, diz agência


Uma das maiores aberturas de capital dos Estados Unidos, varejista digital pode fazer nova listagem de ações O executivo fundador do grupo Alibaba, Jack Ma, fala diante de plateia em festival global de compras em Shenzhen, na China
Bobby Yip/Reuters
A Alibaba está considerando levantar US$ 20 bilhões por meio de uma segunda listagem em Hong Kong, informou a agência “Bloomberg” nesta segunda-feira (27), citando fontes com conhecimento do assunto.    
Como empresas chinesas de tecnologia se tornaram gigantes globais
A empresa chinesa de comércio eletrônico está trabalhando com consultores financeiros na oferta planejada e pretende fazer a listagem em Hong Kong até o segundo semestre de 2019, de acordo com o reportagem da “Bloomberg”.    
Um porta-voz do Alibaba se recusou a comentar.    
O Alibaba fez seu histórico IPO de US$ 25 bilhões em Nova York em 2014, depois que Hong Kong, seu local favorito, se recusou a aceitar sua estrutura de governança, em que um grupo de dirigentes controla a maioria das nomeações do conselho.    
No início do ano passado, quando Hong Kong estava se preparando para permitir que empresas pudessem listar de ações em duas classes, o fundador da Alibaba, Jack Ma, disse que a empresa “consideraria seriamente” uma listagem na bolsa de lá.
Uma segunda listagem seria destinada a diversificar os canais de financiamento do Alibaba e aumentar a liquidez, de acordo com a reportagem da Bloomberg.
Alibaba bate recorde de vendas no Dia do Solteiro na China
Reuters