Aldir Blanc: ‘O Bêbado e a Equilibrista’ é a música mais tocada do compositor nos últimos 5 anos


Ecad fez levantamento de obras do autor tocadas nos segmentos como rádio, sonorização ambiental, show e música ao vivo. Herdeiros passarão a receber direitos autorais das canções. O cantor e compositor Aldir Blanc durante cerimônia e show no Prêmio Shell de Música realizado no Teatro Carlos Gomes, no centro do Rio de Janeiro, em novembro de 2004
Fábio Motta/Estadão Conteúdo/Arquivo
“O Bêbado e a Equilibrista” foi a música mais tocada de Aldir Blanc nos últimos cinco anos, segundo levantamento do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). A instituição fez o levantamento após a morte do escritor e compositor aos 73 anos, de Covid-19, nesta segunda-feira (4).
A lista traz 30 músicas mais tocadas de Aldir nos segmentos de rádio, sonorização ambiental, casas de festa e diversão, carnaval, festa junina, show e música ao vivo. Segundo dados do escritório, Aldir tem 607 músicas assinadas em seu nome.
Das 30 músicas listadas, a maior parte conta com parceria de João Bosco. “Não existe João sem Aldir. Felizmente nossas canções estão aí para nos sobreviver. E como sempre ele falará em mim, estará vivo em mim, a cada vez eu cantá-las”, escreveu João em homenagem a Aldir.
Maria Rita, João Barone e outros artistas lamentam morte de Aldir Blanc
FOTOS: relembre carreira do cantor
Veja trechos de obras do compositor e escritor
O Ecad informou que, com a morte do compositor, “seus herdeiros passarão a receber os direitos autorais pela execução pública de suas músicas. Esse pagamento é assegurado por 70 anos após a morte do autor (ou do último autor, em caso de parcerias), conforme determina a lei do direito autoral (9.610/98)”.
Veja lista das 30 mais tocadas:
“O Bêbado e a Equilibrista” – Aldir Blanc/Joao Bosco
“Coração Pirata” – Aldir Blanc/Cleberson Horsth/Nando/Eurico Filho/Serginho Herval/Ricardo Feghali/Paulinho
“Entre A Serpente e a Estrela” – Paul Alexander Fraser/Aldir Blanc/Stafford Terry/Stafford Terry/Paul Alexander Fraser
“A Viagem” – Aldir Blanc/Cleberson Horsth/Nando/Eurico Filho/Serginho Herval/Ricardo Feghali/Paulinho
“Corsário” – Aldir Blanc/João Bosco
“Resposta ao Tempo” – Aldir Blanc/Cristóvão Bastos
“De Frente Pro Crime” – Aldir Blanc/João Bosco
“Incompatibilidade de Gênios” – Aldir Blanc/João Bosco
“Kid Cavaquinho” – Aldir Blanc/João Bosco
“Linha de Passe” – Aldir Blanc/Paulo Emilio/Joao Bosco
“Bem Maior” – Aldir Blanc/Dan Fogelberg
“Dois Pra Lá Dois Pra Cá” – Aldir Blanc/João Bosco
“O Mestre Sala dos Mares” – Aldir Blanc/João Bosco
“O Ronco da Cuíca” – Aldir Blanc/João Bosco
“Nação” – Aldir Blanc/Paulo Emilio/Joao Bosco
“Bala Com Bala” – Aldir Blanc/João Bosco
“Cabo Meu Pai” – Aldir Blanc/Moacyr Luz/Luiz Carlos Da Vila
“Amigo é Pra Essas Coisas” – Aldir Blanc/Silvio Da Silva Junior
“Coisa Feita” – Aldir Blanc/Paulo Emilio/João Bosco
“Aquele Um” – Aldir Blanc/Djavan
“Saudades da Guanabara” – Aldir Blanc/Paulo Cesar Pinheiro/Moacyr Luz
“Coração do Agreste” – Aldir Blanc/Moacyr Luz
“Querelas do Brasil” – Aldir Blanc/Maurício Tapajós
“Cata-vento e Girassol” – Aldir Blanc/Guinga
“Bijuterias” – Aldir Blanc/João Bosco
“Anjo da Velha Guarda” – Aldir Blanc/Moacyr Luz
“Caca A Raposa” – Aldir Blanc/João Bosco
“Prêt-à-porter de Tafetá” – Aldir Blanc/João Bosco
“João Do Pulo” – Aldir Blanc/João Bosco
“Agnus Sei” – Aldir Blanc/João Bosco