Advogado diz que queixas contra Stormy Daniels foram retiradas

Stormy Daniels foi liberada na manhã desta quinta

Stormy Daniels foi liberada na manhã desta quinta
Polícia de Franklin County / via Reuters

A atriz de filmes adultos Stephanie Clifford, cujo norme artístico é Stormy Daniels, que havia sido detida na noite de quarta-feira, em Ohio, foi liberada na manhã desta quinta (12) e as queixas contra ela foram retiradas. Ela ficou conhecida por alegar ter tido um caso com o presidente norte-americano Donald Trump, em 2006.

A informação foi divulgada por Michael Avenatti, advogado de Stormy Daniels. A atriz pagou uma fiança de 6 mil dólares (cerca de R$ 24 mil) e, em seguida, a promotoria de Columbus (Ohio), anunciou que ela não será processada.

Lei quase desconhecida

Stormy Daniels foi detida com base em uma lei pouco conhecida de Ohio, que estabelece que dançarinas que estejam nuas ou seminuas não possam ser tocadas por ninguém que não seja um parente. Elas também são proibidas de encostar em clientes.

Segundo um documento divulgado por Avenatti, a promotoria retirou as queixas porque o texto da lei diz que ela se aplica a dançarinas ‘que se apresentem regularmente no estado de Ohio’, e o show de quarta-feira à noite foi o primeiro de Stormy no estado.

Caso com Trump

O nome de Stormy Daniels ganhou as manchetes desde o ano passado, quando começaram a circular rumores sobre um suposto caso que ela teria tido com o atual presidente dos EUA, Donald Trump, em 2006. No início do ano, ela Trump alegando que ele nunca assinou um acordo de sigilo para silenciá-la a respeito do relacionamento “íntimo” entre os dois.

Trump nega ter tido um caso com a atriz — que iniciou a ação civil em Los Angeles argumentando que o acordo é inválido e que tem liberdade para debater publicamente seu relacionamento com Trump.