Ford Mustang Black Shadow chega ao Brasil em 2020; marca terá 8 novidades no próximo ano no Brasil


Esportivo é equipado com motor V8 de 466 cv e tem acabamentos especiais, como faixas nas laterais e rodas de 19 polegadas. SUV Territory está entre os lançamentos confirmados para o próximo ano. Ford Mustang Black Shadow
Rafael Miotto/G1
O Ford Mustang Black Shadow será uma das novidades da montadora para o mercado brasileiro em 2020. A edição comemorativa de 55 anos do esportivo chega ao Brasil no começo do próximo ano e a marca promete mais 8 novidades, entre elas, o aguardo SUV Territory.
Preço e a data exata de lançamentos do Black Shadow no Brasil ainda não foram divulgados pela Ford.
O modelo é equipado com motor V8 de 466 cv, transmissão automática de 10 velocidades e a base mecânica do modelo GT 3 Premium. As diferenças estão em acabamento, que possui teto e aerofólio pretos, faixas nas laterais e no capô, rodas de 19 polegadas e emblema em preto na grade dianteira.
No interior, o Mustang Black Shadow tem revestimento dos bancos e das portas em Alcantara, com costuras especiais, fibra de carbono no painel central e na alavanca do câmbio. O emblema “55 Years” está presente no painel.

Please enter banners and links.

Justiça federal no DF determina que PRF volte a usar radares móveis em rodovias


Decisão derruba ordem do governo federal, que havia suspendido uso dos aparelhos. Segundo determinação, PRF tem 72 horas para restabelecer fiscalização. PRF deixará de fiscalizar a velocidade nas estradas por radares móveis até governo reavaliar essa atividade
TV Globo
O juiz Marcelo Gentil Monteiro, da 1ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, suspendeu decisão do governo federal que proibia o uso de radares móveis nas rodovias federais.
Segundo a decisão, a Polícia Rodoviária Federal tem 72 horas para tomar “todas as providências para restabelecer integralmente a fiscalização eletrônica por meio dos radares estáticos, móveis e portáteis nas rodovias federais”.
A determinação derruba ordem dada pelo governo federal em agosto. À ocasião, o Ministério da Justiça mandou a PRF suspender a utilização dos radares para evitar “desvirtuamento do caráter educativo” e “a utilização meramente arrecadatória dos aparelhos”.
Esta reportagem está em atualização.

Please enter banners and links.