Evandro Chagas confirma dois casos em fase aguda da doença de Chagas, no Pará


Ao todo são 18 casos e todos no município de Acará, no nordeste do estado. Instituto suspeita que a contaminação aconteceu com a ingestão de açaí contaminado por fezes do inseto barbeiro. O barbeiro (Rhodnius prolixus), inseto transmissor da doença de Chagas
AXS
O Instituto Evandro Chagas (IEC) informou na tarde desta sexta-feira (17) que 18 casos de doença de Chagas estão confirmados no o município de Acará, no nordeste do Pará. Dois pacientes estão internatos no instituto estão em fase aguda da doença.
O primeiro paciente em estado mais grave deu entrada no IEC no dia 31 de julho, encaminhado pela Secretaria Municipal de Saúde de Belém. O segundo caso mais grave procurou o Instituto no dia 10 de agosto.
De acordo com o Evandro Chagas, todos os 18 casos correspondem a duas famílias diferentes. O órgão suspeita que a o surto da doença pode estar relacionados a ingestão de açaí contaminado por fezes do inseto barbeiro, como resultado do descuido nas condições higiênicas ideais para o preparo do produto.