Professora Ana Beatriz de Oliveira toma posse como reitora da UFSCar no Ministério da Educação


Segunda na lista tríplice, docente do departamento de fisioterapia foi nomeada pelo Presidente Jair Bolsonaro no dia 15 de janeiro. Cerimônia de posse ocorreu em Brasília. Profa. Ana Beatriz Oliveira toma posse como nova reitora da UFSCar
Caratarina Chaves/MEC
A professora Ana Beatriz de Oliveira foi empossada como nova reitora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), nesta quarta-feira (20), na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília (DF). “Bia”, como é conhecida pela comunidade acadêmica, foi nomeada por Bolsonaro no último dia 15.
Ela é integrante da chapa que venceu a consulta eleitoral realizada na universidade, porém, não era candidata à reitora e sim a pró-reitora de extensão.
O nome da professora era o segundo da lista tríplice que foi enviada ao MEC. O primeiro, era o professor Adilson Jesus de Oliveira. Por ser uma universidade federal, a Constituição prevê que o Presidente da República escolha o nome de quem vai ocupar o cargo.
A cerimônia de posse contou com a presença do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, que destacou a importância do ensino superior público para o país. Além da UFSCar, também foram empossados os novos reitores da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).
Em uma publicação na rede social, a reitora empossada escreveu que “a UFSCar perde a oportunidade de ter um homem grandioso à sua frente e agradeceu o apoio do professor Adilson Jesus de Oliveira”.
O texto ainda diz que ela estará à disposição da comunidade acadêmica para representá-lo pelo tempo que for necessário.
Profa. Ana Beatriz Oliveira toma posse como nova reitora da UFSCar
Caratarina Chaves/MEC
Perfil
Graduada (2003) e Doutora (2008) em fisioterapia pela UFSCar, com aprimoramento em Saúde e Segurança Ocupacional pelo Instituto Sueco de Vida no Trabalho (Arbetslivsinstitutet), Ana Beatriz de Olveira é professora do Departamento de Fisioterapia da UFSCar desde 2009 (sendo hoje Professora Associada II) e do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da UFSCar desde 2011.
Ela atua na área de fisioterapia preventiva/ergonomia e estudo do movimento. Publicou 67 artigos científicos e quatro capítulos de livros. Coordena o grupo de pesquisa Cinesiologia Clínica e Ocupacional desde 2011.
Foi chefe (2011-2012) e vice-chefe (2013, 2020) do Departamento de Fisioterapia da UFSCar, Diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UFSCar (2014-2018), Vice-Coordenadora Pró-Tempore do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da UFSCar (2019) e participou como membro titular de diversos conselhos superiores da UFSCar desde 2011.
Ana Beatriz de Oliveira é a nova reitora da UFSCar
Juntos pela UFSCar
Anulação do 1º Colégio Eleitoral
A 2ª Vara Federal de São Carlos havia suspendido temporariamente, por meio de uma liminar, a lista tríplice elaborada para a escolha do novo reitor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), adiando a nomeação de uma nova gestão para os quatro campi da universidade.
A decisão foi tomada em ação ajuizada pelos docentes Fernando Manuel Araújo Moreira e Fernanda de Freitas Anibal que compunham a chapa 1, batizada como ‘Por uma UFSCar Notável’ e que foi a menos votada, com 9,37% dos votos.
Eles pediram que fosse determinada a nulidade da lista tríplices com reitor e vice-reitor, confeccionadas pelo Colégio Eleitoral da UFSCar em 1º de setembro de 2020 e que fossem compostas nova lista.
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Fabio Rodrigues/G1
A UFSCar divulgou, no início de setembro o resultado da pesquisa eleitoral (como é chamada a eleição) para a reitoria, na qual foi escolhida com 66,66% dos votos, a chapa 2 – representada pelo docente do departamento de Física, Adilson Jesus Aparecido de Oliveira, e chamada por ‘Juntos pela UFSCar’.
De acordo com o regulamento, essa eleição não decide quem será o reitor da universidade e, após a homologação do resultado, o colégio eleitoral da UFSCar deve elaborar a lista tríplice para ser apresentada ao presidente da República para que decida quem será o novo reitor.
Tradicionalmente, na UFSCar, as chapas perdedoras na pesquisa eleitoral não apresentam seus nomes – embora tenham esse direito – para a formação da lista, que acaba sendo compostas apenas por nomes dos membros da chapa vencedora, como forma de garantir que a vontade da comunidade universitária seja respeitada.
Outro ponto abordado na decisão é que no pleito deste ano não foi respeitado o peso de 70% para a manifestação do pessoal docente em relação às demais categorias e a votação foi paritária, atribuindo peso igual para docentes, discentes e servidores técnicos-administrativos.
Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Please enter banners and links.

Lucas Penteado no ‘BBB21’: Ator foi do movimento de ocupação nas escolas a ‘Malhação’


‘Fiozera deu um impacto legal na minha vida. Um personagem de periferia, morador da Brasilândia, que viveu muito dos encargos que eu vivi’, disse ator ao G1 em 2018. Lucas Penteado fez o Fio na temporada 2017 de ‘Malhação: Viva a Diferença’
Eduardo Palácio/G1
Ator, cantor, poeta, MC, slammer, apresentador, diretor e dramaturgo. Parece muita coisa, mas aos 24 anos Lucas Penteado, membro do grupo do Camarote no “BBB21” tem ainda mais pontos em seu currículo.
Lista completa do BBB21
A nova edição do reality show estreia oficialmente na próxima segunda-feira (25), mas o público já pode votar e dar imunidade a seus participantes favoritos.
Em 2015, Lucas estava no 1º ano do Ensino Médio. Ele era presidente do grêmio estudantil da Escola Estadual Caetano de Campos, em São Paulo.
Ele estava em um congresso estudantil em Brasília quando ouviu os primeiros rumores sobre as ocupações: alguns amigos o informaram que a Escola Estadual Diadema seria ocupada. A escola da Grande SP foi a primeira a ser ocupada pelos estudantes, em protesto contra o projeto de reorganização escolar do então governador Geraldo Alckmin.
Segundo ele, a experiência foi intensa e o marcou para toda a vida. “É uma pressão muito forte. A gente era moleque, sabe, ainda sou moleque, e tipo, mano, você vê toda aquela responsabilidade e o quanto estava reverberando, passando na TV…”, disse ele em entrevista ao G1, em 2018.
Do movimento de ocupação à temporada em Malhação: conheça Lucas Penteado
Em 2017, integrou o elenco de “Malhação – Viva a Diferença”, temporada que registrou maior audiência para a novela desde 2009.
Seu primeiro papel na TV, o personagem conhecido como Fio era dançarino de funk. Durante a trama, ele passou por várias situações de racismo, como ser confundido com um assaltante.
“’Fiozera deu um impacto legal na minha vida. Um personagem de periferia, morador da Brasilândia, que viveu muito dos encargos que eu vivi”, disse Penteado.
O sobrenome entrega que Lucas pertence a uma linhagem nobre do samba paulista. Ele é da família de Frederico Penteado, um dos fundadores da Vai-Vai, tradicional escola de samba do Bixiga.
Batalhas
Ainda na ocupação da escola, Lucas teve o primeiro contato com o Slam Resistência, batalha de poesias faladas que acontece toda primeira segunda-feira do mês na Praça Roosevelt. Na ocasião, a poeta Roberta Estrela D’Alva apresentou sua poesia dentro da ocupação.
Um ano depois, em dezembro de 2016, o jovem participou e ganhou a competição com um texto forte, sobre ser negro e sobre as cotas em universidades.
“Prazer! Sou sim o desgraçado/ como o engravatado tinha me falado/ É, mas ele ficou impressionado/ porque além de ser negro drama também sou um negro estudado”, diz um trecho da poesia.
Em 2019, foi ainda um dos protagonistas do documentário “Espero Tua (Re)Volta”, disponível no Globoplay, que venceu diversos prêmios, incluindo duas categorias no Festival de Berlim.

Please enter banners and links.