Porsche 911 Targa de 2020 ganha versão com desenho retrô inspirado nos anos 1950 e 1960


Heritage Design Edition será limitada a 992 unidades, número que indica o código desta geração. Ela traz interior em dois tons, rodas clássicas e emblemas em dourado. Porsche 911 Heritage Design Edition
Divulgação
Há poucas semanas, a Porsche mostrou o novo 911 Targa, a versão mais estilosa da linha. Agora, a fabricante alemã deixou o modelo ainda mais charmoso, com uma edição especial inspirada nas décadas de 1950 e 1960, e que marca o lançamento de uma divisão especializada em veículos do tipo, chamada Heritage Design.
Porsche lança o novo 911 Targa
Veja como anda o 911 Carrera S
G1 avaliou a versão de entrada do 911
Porsche 911 Heritage Design Edition
Divulgação
O 911 Targa 4S Heritage Design Edition foi criado, segundo a empresa, para colecionadores, além dos puristas. Em termos de motorização e tecnologia, ele traz tudo o que um Targa “convencional” possui, incluindo a tração integral e o motor 3.0 turbo de 6 cilindros contrapostos, popularmente conhecido como Boxer, que entrega 450 cavalos.
A edição limitada a 992 unidades, em referência ao código da geração – 992 – porém, tem diversas alterações estéticas, que deixaram o Targa com visual retrô.
Porsche 911 Heritage Design Edition
Divulgação
A começar pela pintura, na exclusiva cor cereja, que remete ao marrom dos veículos dos anos 1950, que ainda traz grafismos em branco na dianteira e na lateral, como uma menção aos carros de corrida dessa época. O dono ainda pode optar por incluir um número de 0 a 99 nas portas.
Os logotipos da Porsche, além da inscrição Targa, foram substituídos por similares dourados, enquanto as rodas são as famosas Fuchs.
A cabine traz estofamento em dois tons: vermelho e bege ou preto e bege, e mistura couro com veludo cotelê, um tecido muito usado nos anos 50 e 60, e, dentro da própria Porsche, no 356, o primeiro veículo desenvolvido pela empresa.
Por fim, o quadro de instrumentos tem grafismos retrô, com dígitos em verde.
Apesar de toda ligação história, o 911 Heritage Design Edition acelera como qualquer outro Targa moderno. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos, e alcança os 304 km/h.
Como é o Targa?
Porsche 911 Heritage Design Edition
Divulgação
A Porsche não define o Targa como um conversível, ou um roadster. Ele possui cúpula de vidro na traseira, além de uma parte do teto retrátil. Por fim, a coluna B é composta por uma elegante barra metálica.
A parte móvel do teto pode ser acionada ou recolhida em apenas 19 segundos. Até nisso a nova geração é mais rápida do que a anterior. A diferença é de 1 segundo.
Por que Targa?
Porsche 911 Targa de 1965
Divulgação
O conceito desta carroceria pouco convencional surgiu nos anos 1960, quando a empresa alemã precisava atender aos crescentes requisitos de segurança para carros conversíveis nos Estados Unidos.
Em vez de abolir esse tipo de carro, a empresa resolveu manter a coluna B, um aparato de segurança.
Para batizar a criação, a Porsche decidiu homenagear a pista italiana de Targa Florio, onde os carros da marca tiveram grande sucesso nos anos 1950.
O Targa original, inclusive, era equipado com a janela traseira de plástico, material substituído anos depois de forma definitiva pelo vidro.

Please enter banners and links.

Coronavírus: retomada das aulas no DF deve ocorrer em agosto, diz Ibaneis


Governador afirmou que medida será possível se população obedecer medidas contra Covid-19. Ibaneis disse ainda que tem ‘poder de retroagir’ se regras forem desrespeitadas. Governador Ibaneis Rocha comenta retomada do comércio e volta às aulas no DF
O governador Ibaneis Rocha (MDB) voltou a dizer que pretende retomar as aulas nas instituições de ensino do Distrito Federal em agosto, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus. O governador disse que, segundo as previsões do GDF, o pico do contágio na capital deve ocorrer em julho e, depois disso, deve “voltar tudo ao normal”.
“[…] Acho que se a conscientização for feita, nós temos todas as condições de manter a reabertura tanto do comércio quanto das atividades de forma gradual até chegar lá no mês de julho, quando se atingiu o pico, com toda tranquilidade, voltando tudo ao normal e, no mês de agosto, voltando às aulas.
Igrejas e parques serão reabertos no DF a partir de 3 de junho; veja regras
Pandemia: 79% dos pais querem manter filhos em casa mesmo com volta às aulas, diz pesquisa
Ibaneis defendeu ainda a reabertura do comércio, mas afirmou que, caso as medidas de segurança contra a Covid-19 não forem respeitadas, ele poderá voltar a restringir as atividades. “Lembrando sempre que qualquer excesso da população, eu tenho, o poder que foi me dado pelas urnas e pelo STF, o poder de retroagir”, disse.
As declarações foram feitas no sábado (30), depois que o governador recebeu alta hospitalar após passar por uma cirurgia de emergência no intestino. No dia 7 de maio, Ibaneis já havia dito que o retorno das aulas presenciais em agosto “agradava”.
Governador do DF, Ibaneis Rocha
TV Globo/Reprodução
Pesquisa entre pais
Uma pesquisa realizada pelo Sindicato de Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe-DF) mostra que os responsáveis por alunos estão receosos quanto à volta às aulas em meio à pandemia. Segundo o levantamento, 79% dos entrevistados quer ter a opção de manter o filho em casa mesmo com o retorno das atividades.
Ainda de acordo com a pesquisa, 70% dos pais não desejam a volta às aulas antes de julho. A maioria também quer um retorno gradual das atividades.
Mesmo sem uma data exata para o retorno do funcionamento das escolas, a Secretaria de Educação do DF elaborou um plano para a volta às aulas. Entre as medidas previstas estão:
Retorno gradual dos alunos
Horários diferentes para entrada e saída dos alunos
Horários diferenciados para o lanche
Aferição da temperatura dos estudantes ao entrar na escola
Desinfecção dos calçados e mochilas
Distanciamento entre os estudantes dentro da sala de aula
“Ensino híbrido”: metade do período presencial e outra metade online
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Please enter banners and links.