Comerciante reage a assalto mata um suspeito e fere outro

Segundo a polícia, arma utilizada pela vítima é legalizada. Dois homens armados tentaram assaltar um estabelecimento comercial no Conjunto Marcos Freire II, em Nossa Senhora do Socorro (SE), na manhã desta terça-feira (22).
Segundo a polícia, os homens renderam o dono do estabelecimento que durante o assalto reagiu e atirou contra os suspeitos.
Ainda de acordo com a polícia, um deles morreu no local e outro foi ferido, socorrido e encaminhado ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde permanece internado com quadro de saúde estável.
A polícia informou também que o comerciante foi ouvido e arma dele é legalizada. Ficou constatado que ele agiu em legitima defesa.

RJ: vítimas de chacina em Itaboraí serão enterradas nesta terça (22)

Dez pessoas foram mortas em chacina

Dez pessoas foram mortas em chacina
Luciano Belford/Agência O Dia – 21.01.2018

Familiares e amigos de quatro dos dez mortos a tiros em uma mesma ação em Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro, se despedem das vítimas na tarde desta terça-feira (22).

Os primos Renan Trigueiro de Almeida, de 20 anos, e Gabriel Trigueiro de Oliveira, de 19 anos, e o tio dos jovens, Rodrigo Avelino Braga, de 38 anos, serão enterrados no cemitério do Maruí, em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

Já o enterro de Débora Rodrigues, de 46 anos, acontece no cemitério de Itaboraí. 

Entenda o caso

Dez pessoas foram mortas a tiros e outras três ficaram feridas, entre o final da noite de domingo (20) e a madrugada de segunda-feira (21), nos municípios vizinhos de Itaboraí e São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

De acordo com a Polícia Civil, informações preliminares apontam que os crimes foram praticados pelos mesmos autores e motivação.

A primeira vítima foi Pablo Damasceno dos Esteves, de 26 anos, executado no bairro Ampliação, em Itaboraí.

Hércules trabalhava na lanchonete de Débora

Hércules trabalhava na lanchonete de Débora
Reprodução/Record TV

A cerca de 11 km, Vanderson dos Santos Silva, de 18 anos, foi morto em Granja Cabuçu, no mesmo município.

Em seguida, três pessoas foram assassinadas em uma lanchonete no bairro vizinho de Marambaia. Hércules de Souza Costa, 21 anos, trabalhava como atendente no estabelecimento. Já Michael Douglas da Silva Machado, de 25 anos, e Allan Patrick Pinto Vicente, de 21, eram clientes do local.

A dona do comércio, Débora Rodrigues, foi levada pelos bandidos. Na manhã seguinte, ela foi encontrada morta em uma rua próxima à lanchonete. Ela deixa dois filhos adolescentes.

Primos e tio foram mortos em casa

Primos e tio foram mortos em casa
Reprodução/Record TV

Pelo menos três executores encapuzados seguiram para a casa de uma família no mesmo bairro, já no lado de São Gonçalo, e mataram Gabriel Trigueiro de Oliveira, Renan Trigueiro de Almeida e Rodrigo Avelino Braga.

A última vítima, Luiz Rafael Ramos, chegou a ser levada ao Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, mas morreu na unidade de saúde.

Duas outras pessoas feridas na ação foram internadas no mesmo hospital. Elas receberam alta na segunda-feira (21).

Motivação

A motivação dos assassinatos ainda é desconhecida: enquanto polícia trabalha com a hipótese de uma guerra entre facções rivais em disputa por pontos de vende de drogas, as famílias das vítimas negam a possibilidade e sustentam que os mortos eram trabalhadores e não tinham envolvimento com o crime organizado. Entre as vítimas, apenas Michael Douglas possui anotações criminais por tráfico de drogas e roubo.

Para os parentes, as execuções podem ter sido uma represália ao assassinato de um policial militar no mesmo local da chacina. O cabo Rodrigo Marques Paiva lanchava com a mãe em Marambaia quando homens armados cercaram e alvejaram o agente na última quinta-feira (17).

O caso é investigado pela DHNSGI (Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí).

*Estagiária do R7, sob supervisão de Raphael Hakime